Foto & palavra, escritas & fantasmas

EMENTA

A literatura contemporânea, como as outras artes da nossa época, se situa em uma zona de fronteira, uma superfície porosa na qual a palavra escrita se mescla, se contamina, se metamorfoseia no contato com outras linguagens – entre elas, a fotografia.

Mas como se dá esse contato? Como autoras e autores tem explorado essa fronteira? Por fim, como explorar esse território?

Neste curso, a fronteira será vista não como limite, mas como ponto de partida. A partir da observação, leitura e discussão de obras que se colocam nesse lugar movediço, e a partir da realização de experimentos de criação e edição, escrita e fotográfica, cada participante irá desenvolver uma escrita atravessada pela fotografia e uma fotografia atravessada pela escrita, sempre de um ponto de vista pessoal, autoral.

METODOLOGIA

  • Leitura e discussão de obras em que literatura e fotografia se relacionam;
  • Realização de proposições para criação literária e fotográfica;
  • Desenvolvimento de um trabalho autoral curto;
  • Apresentação e discussão de propostas de edição.

DURAÇÃO

16-18 horas-aula (4 a 6 encontros)

BIBLIOGRAFIA

Publicado por Paulo Fehlauer

Escritor & fotógrafo & artista visual, mestrando em estudos literários na Universidade Federal de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *